logo_oficial.png

Acre

Governo prorrogará decreto de isolamento social até 15 de junho

A retomada das atividades econômicas voltou a ser debatida nesta sexta-feira, 29. Durante videoconferência realizada na Casa Civil, o Governo do Estado do Acre, a Prefeitura de Rio Branco e representantes de setores do comércio trataram da possibilidade de retorno gradual dos estabelecimentos não essenciais definidos por meio de decretos governamentais.

A reunião virtual contou a participação do governador Gladson Cameli; da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri; de secretários estaduais e municipais; do presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado estadual Nicolau Júnior; do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), José Adriano; do presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços Agrícolas do Acre (Acisa), Celestino Bento de Oliveira; e de representantes da Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio).

Defensor da retomada das atividades, o presidente da Acisa relatou que muitos empresários estão indo à falência por conta das restrições. O aumento no desemprego também foi lembrado por ele. Celestino pediu a flexibilização das regras mediante a adoção de cuidados de higiene e contra a aglomeração de pessoas nos estabelecimentos que, atualmente, encontram-se fechados.

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, fez o relato de ocupação dos leitos destinados para pacientes com Covid-19. Segundo o gestor, dos 50 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) disponíveis para os casos graves, 39 estão ocupados, enquanto 147 dos 214 leitos clínicos estão sendo utilizados.

Bestene explicou ainda que o pico da doença será nos primeiros dias de junho e demonstrou sua preocupação com a possibilidade reabertura do comércio: “Nossos leitos estão com alto índice de ocupação e vejo que este não é o momento mais apropriado para a retomada das atividades. Estudos apontam que o pico das infecções será até o dia 5 de junho. Por isso, temos que reforçar o isolamento social para frear o aumento no número de casos”, declarou.

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, destacou a eficácia do rodízio de veículos adotado em Rio Branco desde o dia 18 de maio para reforçar o isolamento social. A gestora afirmou que nas últimas duas semanas, a capital acreana ficou entre as cidades com os maiores índices do país, superando até mesmo a média nacional.

Mais uma vez, o governador Gladson Cameli enfatizou que salvar vidas continua sendo a principal prioridade do Governo do Estado do Acre. Diante do alto número de infectados, o governador confirmou a extensão do decreto governamental até o dia 15 de junho.

“Não podemos relaxar no momento mais decisivo. Sabemos da dificuldade que os empresários estão enfrentando, mas o nosso objetivo é evitar que mais vidas sejam perdidas para o coronavírus. Temos que unir nossas forças para vencermos esse vírus o quantos antes para que a vida possa continuar. Por isso, decidimos pela prorrogação do nosso decreto até 15 de junho”, argumentou.

Cameli ressaltou também que sua gestão é aberta ao diálogo e está disposta a receber sugestões dos empresários para serem analisadas e até mesmo colocadas em prática para a recuperação da economia.

“Gostaria de dizer que não somos os donos da razão e sei o quanto está sendo difícil a travessia dessa crise. Eu me solidarizo com os empresários e quero dizer que vocês podem nos enviar propostas de como devemos proceder para a retomada gradual do comércio. Aquilo que tiver o aval de especialistas na área da Saúde e for viável, terá nossa atenção especial para ser colocado em prática”, frisou Gladson.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image