Juruá Online

Economia

Reino Unido vai parar de financiar projetos de petróleo, gás e carvão pelo mundo

Anfitrião de uma importante cúpula global sobre o clima, o governo do Reino Unido anunciou neste sábado (12) que vai parar de apoiar diretamente projetos de combustíveis fósseis no exterior.

Em outras palavras, a mudança significa que o Reino Unido não financiará mais projetos de exportação ou produção de petróleo, gás ou carvão pelo mundo, informa o correspondente Matt McGrath, da BBC News.

O anúncio acontece no momento em que Reino Unido, França e ONU realizam uma reunião virtual sobre o clima ainda neste sábado (12).

Aproximadamente 75 líderes mundiais devem participar do encontro, que acontece 5 anos depois da assinatura do acordo de Paris, que reúne compromissos globais de reduções de emissões de gases poluentes.

Historicamente visto como uma importante liderança global sobre o tema, o Brasil, até a noite de sexta-feira (11), constava fora da programação por não ter apresentado metas ambientais consideradas suficientemente ambiciosas, segundo agências internacionais.

Nações como Rússia, EUA e México também não estão na programação.

O fato de o governo do Reino Unido apoiar projetos de combustíveis fósseis no exterior por meio de financiamento à exportação, financiamento de ajuda e promoção comercial gera controvérsia há anos.

À medida que o país se afastou da exploração de carvão, petróleo e gás "dentro de casa", o financiamento de projetos do tipo no exterior era descrito como "hipócrita".

Agora o primeiro ministro Boris Johnson concordou em encerrar esta prática o quanto antes.

"As mudanças climáticas são um dos grandes desafios globais de nossa época e já estão ceifando vidas e meios de subsistência em todo o mundo. Nossas ações como líderes devem ser movidas não pela timidez ou cautela, mas pela ambição em escala verdadeiramente grande", disse Johnson.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA