Juruá Online

Política

Erramos: Daniel Silveira não se defenderá presencialmente

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Trinunal Federal (STF) autorizou o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) a se defender por videoconferência na Câmara dos Deputados, nesta sexta-feira (19), em sessão deliberativa do Plenário que apreciará a medida cautelar contra parlamentar.

Ao contrário do que foi noticiado há pouco, a defesa do deputado não será feita presencialmente.

Silveira foi preso em flagrante na terça-feira (16), por ordem do próprio mnistro Alexandre de Moraes. A medida foi confirmada no dia seguinte pelo plenário do STF que manteve, por unanimidade, a decisão.

Silveira terá 15 minutos para apresentar seus argumentos.

Em entrevista nesta sexta-feira (19), a deputada Magda Mofatto (PL-GO), escolhida na manhã de hoje pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para ser relatora do parecer sobre a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), disse que é preciso ser feita uma análise “muito profunda”, para que não haja um “julgamento injusto”.

“Estou conversando com nossos colegas para que a gente tome uma decisão acertada. Não tem ainda um relatório pronto. Dá a impressão que a tendência é essa [manutenção da prisão]. Mas não tem nada decidido. E lembrando que quem decide é o plenário, que pode ser favorável ao relatório ou não. De noite vamos saber”, afirmou ela.

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) na sede da Polícia Federal no Rio

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) na sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Via: CNN

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA